Sexta-feira, 17 de Abril de 2009

As Realidades Alternativas da Comunicação

A terceira sessão de “Comunicação Audiovisual e Multimédia” teve como oradores vários elementos da Universidade Lusófona e da Universidade de Aveiro. Desde a emergente importância da internet entre os jovens, passando pela evolução do vídeo fulldome, ao desenvolvimento dos jogos de realidade alternativa, várias foram as abordagens à temática moderada por Célia Quico e Xosé Soengas.

 

Célia Quico, da Universidade Lusófona, apresentou parte do seu estudo intitulado "Participação nos media e os jovens dos 12 aos 18 anos: estudo de avaliação de um formato ‘cross-media’" ,publicado na revista Prisma em Julho de 2008. Dos resultados apurados, destacou a tendência dos jovens portugueses para a “adopção da internet como meio preferencial de obter conteúdos de entretenimento”. Mostrou também dados estatísticos que apontam que a criação e manutenção de conteúdos online têm “expressão significativa nos jovens”, dando como exemplo os blogues e fotoblogues.


Patrícia Gouveia, vinda da mesma instituição, dissertou sobre os jogos de realidade alternativa, dando vários exemplos em que existe uma grande interactividade entre os jogadores. Forneceu como exemplo específico as interacções dentro e fora da Internet entre jogadores, bem como casos em que são usados vários formatos para a realização do jogo (como pistas escondidas em jornais locais publicados). Este tipo de jogos “promove a interacção com sentido” entre os participantes.



Ana Figueiredo e André Ferreira, vindos da Universidade de Aveiro, falaram sobre o vídeo fulldome, o termo utilizado para referir o cinema imersivo, normalmente projectado sobre o lado interior de uma cúpula (a palavra portuguesa para dome). Ao passo que a primeira apresentação se debruçou sobre o seu processo de produção, a segunda concentrou-se sobre que diferentes tecnologias podem ser usadas para a criação de conteúdos deste género.

 

 Ana Figueiredo lamentou a falta de exploração do Fulldome em Portugal, salientando contudo o trabalho desenvolvido pela Fundação Navegar, a única que opera no nosso país. Por seu lado, André ferreira salientou os potenciais do Fulldome, e a “vantagem de não existir necessidade de grandes recursos de hardware e software”.

 

[PR]

publicado por sopcom2009 às 09:44
link do post | comentar | favorito

Ficha Técnica



Edição e Coordenação
Carla Rodrigues Cardoso
Daniel dos Santos Cardoso

 


Redacção e Fotografia das temáticas
Ana Filipa Cordeiro
Chrystian Lima
Edi Hernandez
Irina Freitas
Paulo Rosa
Rui Joaquim
Silvana Veiga

 


Coordenação Vídeo
Sara Pina

 


Grafismo
Timóteo Rodrigues

.Pesquisar

 

.Abril 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.Posts recentes

. “Não existem opiniões anó...

. Direitos a quem respeita...

. Made in Lusófona

. Ciência Forense ou “Super...

. Para uma Superação dos Me...

. Novas formas de Comunida...

. Compreender a diversidade...

. Dois exemplos do dinamism...

. Perigos da Globalização

. Viagem pelos media e pela...

.Arquivos

. Abril 2009

.Subscrever feeds